Concursos autorizados POLICIA FEDERAL e RODOVIARIA FEDERAL

 POLICIA FEDERAL e POLICIA RODOVIARIA FEDERAL: concursos estão autorizados
11/10 - Aquilo que ao longo dos últimos anos era uma expectativa, baseada na necessidade, já pode ser considerado parte de um planejamento. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou que os preparativos visando à garantia da segurança dos grandes eventos que serão realizados no país incluem a realização de concursos nos próximos anos para a ampliação dos efetivos das polícias Federal e Rodoviária Federal.
De acordo com o ministro, já há, inclusive, o aval da presidente Dilma Rousseff. "Nós já obtivemos a autorização da presidência da República, para que possamos preencher os cargos vagos da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, dentro de um cronograma que estamos fechando com o Ministério do Planejamento. A ideia é que possamos rapidamente elevar os efetivos dessas forças", afirmou Cardozo.
Embora já tenha o aval da presidente Dilma Rousseff, é preciso que ocorra também a publicação de portarias do Ministério do Planejamento autorizando a abertura dos concursos para ambas as corporações.
As declarações foram dadas em entrevista coletiva concedida durante o seminário ‘Segurança: O Desafio em Grandes Eventos’, realizado na última segunda-feira, dia 10, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), na capital fluminense.
O ministro da Justiça afirmou que o objetivo é ocupar todos os cargos vagos no menor prazo possível. "Temos um período de tempo em que vamos ter que ter políticas ofensivas de concursos públicos e preenchimento de cargos permanentes. Não é uma coisa assim de imediato, mas, para os grandes eventos, seguramente, teremos uma Polícia Federal com um efetivo muito maior e uma Polícia Rodoviária Federal com um efetivo muito maior."
Cardozo lembrou que, além da disponibilidade orçamentária, a ampliação do efetivo das duas polícias federais é limitada pela capacidade de formação, realizada na Academia Nacional de Polícia (ANP), em Brasília.
"Nossa ideia é operar com a capacidade máxima de realização de concursos e de treinamento para que possamos ter um efetivo bem guarnecido no momento em que nós fizermos a Copa do Mundo", disse o ministro, que ainda acrescentou que o próprio Plano Estratégico de Fronteiras, lançado em junho, demandará a ampliação dos efetivos, assim como um plano de combate às drogas, com coordenação dos ministérios da Justiça e da Saúde, que deverá ser anunciado nos próximos dias.
Como já afirmou o diretor de Gestão de Pessoal da Polícia Federal (PF), delegado Maurício Leite Valeixo, a meta da PF é formar cerca de mil policiais por ano, o que corresponde à capacidade da ANP.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF), por sua vez, já anunciou que a previsão é de abertura de 4.500 vagas de policial rodoviário federal (cargo de nível superior, com remuneração inicial de R$6.108,95, incluindo auxílio-alimentação de R$304) nos próximos três anos, sendo 1.500 em cada.

Autorização dos concursos para agente e papiloscopista na reta final
O ministro da Justiça também foi incisivo ao confirmar a realização dos concursos da PF cujos pedidos já estão em análise no Ministério do Planejamento. Para este ano, são esperadas 512 vagas, sendo 396 de agente e 116 de papiloscopista.
Segundo Cardozo, já foi até mesmo apresentada uma proposta de autorização ao Ministério da Justiça. "Nós temos já uma proposta do Ministério do Planejamento, estamos fechando números e fechando a avaliação", disse ele, afirmando que a negociação está sendo feita ao longo desta semana (até o dia 14), dando a entender que a autorização poderá ser oficializada nos próximos dias.
A sinalização positiva do Planejamento também foi relatada dias antes à FOLHA DIRIGIDA pelo diretor de Gestão de Pessoal da PF, Maurício Leite Valeixo. Para o primeiro semestre do ano que vem, a PF espera poder contar com a autorização para a abertura de concurso para outras 512 vagas, desta vez, 362 de escrivão e 150 de delegado.
Os cargos têm como requisito o ensino superior completo em qualquer área e proporcionam remuneração inicial de R$7.818 (já com auxílio-alimentação de R$304). A exceção é o cargo de delegado, cujo requisito é o bacharelado em Direito e os iniciais são de R$13.672. Todos os policiais precisam ainda da carteira de habilitação (B ou superior).
A programação de concursos da PF para os próximos anos prevê vagas também no cargo de perito, com remuneração idêntica à de delegado e requisito de formação superior em área específica (a ser definida), além da habilitação. A PF aguarda ainda autorização para abrir 328 vagas em concurso para agente administrativo, de nível médio, com iniciais de R$3.203,97.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA

Fabio Lucio

Sobre o autor

Fabio Lucio Professor de Cursos Preparatórios para Concurso Público na disciplina de Informática. Palestrante Motivacional. Professor do Curso de Qualificação Gestão de Pessoas. Blogueiro apaixonado pelo faz... Leia Mais sobre o autor...

0 comentários for "Concursos autorizados POLICIA FEDERAL e RODOVIARIA FEDERAL"

Leave a reply

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores